O que é o mercado lateral da Bolsa de Valores?

por: Danilo Zanini
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Analisar gráficos e identificar tendências é boa parte do trabalho de quem opera no day trade. Junto a muito estudo e dedicação, essa é a melhor forma de alcançar bons retornos com tal modalidade de vida. As inclinações podem indicar altas ou quedas nos preços dos ativos (como as ações), afetando a estratégia do investidor. Mas o que fazer quando a leitura dos gráficos mostra um movimento lateral? Explicar o que é, como funciona e como operar no mercado lateral da Bolsa de Valores é justamente o objetivo deste conteúdo. Boa leitura!

Afinal, o que é o mercado lateral da Bolsa?

Grosso modo, o mercado lateral da Bolsa, também chamado de mercado lateralizado, é o nome dado à tendência que ocorre quando o preço dos ativos se estabiliza por um determinado período dentro de certo intervalo de preço. Com isso, ao passar os olhos pelo gráfico, você conseguirá perceber a ocorrência de topos ou fundos mais ou menos do mesmo nível enquanto essa tendência se mantiver. Em outras palavras, como o próprio nome dá a entender, é como se o mercado “andasse de lado”, sem maiores sobressaltos.

Como ele funciona na prática?

Para entendermos melhor o mercado lateral e como ele se desenrola na prática, precisamos dar um passo para trás e reforçar alguns conceitos bem básicos sobre análise técnica, que dizem respeito, principalmente, à identificação de tendências por meio dos gráficos. Como é fácil perceber, o preço de um ativo pode se movimentar em três direções ao longo de um espaço de tempo: para cima, para baixo ou para o lado. O movimento de alta é aquele marcado pelo otimismo dos compradores e pelo receio dos vendedores. Ou seja, essa tendência é determinada pela alta demanda de um determinado ativo, o que faz com que os preços subam com bastante intensidade. Contudo, esse otimismo não dura para sempre. Em determinado ponto, os compradores não aceitarão pagar tão alto pelo ativo e essa inclinação será revertida, o que dará origem a um movimento de baixa. Dessa forma, no movimento de baixa, temos o inverso, e a oferta se torna mais alta que a demanda, derrubando os preços. Quem quer comprar fica mais receoso e o otimismo geralmente toma conta de quem quer vender. E o mercado lateral, quando aparece? Assim como os preços podem assumir uma predisposição de subida ou de descida, eles podem “andar de lado”, o que é marcado por um período de estabilização. Em outras palavras, há certo equilíbrio entre as pressões tanto de quem quer comprar quanto de quem quer vender. Não é difícil notar isso observando um gráfico: o movimento do mercado lateral fica nítido ao observarmos que as oscilações, tanto para cima quanto para baixo, permanecem restritas a uma faixa de variação bem limitada. De todo modo, identificar qual a tendência além disso, ou seja, saber se os preços romperão o “topo” ou cairão abaixo do “fundo”, pode ser bem difícil.

Quais as vantagens de operar nele?

Operar em um mercado sem tendência definida pode ser uma vantagem, principalmente para quem atua no day trade. No mercado lateral, com uma boa análise, o trader consegue capturar predisposições ainda no começo e, assim, lucrar, embora nem sempre isso aconteça, certo? Mesmo que, nesse meio-tempo, possam ocorrer fortes oscilações de preço, no longo prazo, a inclinação é de que essas variações se estabeleçam entre dois patamares bem claros, o que tende a reduzir os ganhos de investidores que optam por posições mais conversadoras, principalmente visando ao longo prazo. Para traders com um pouco mais de experiência nas operações, o mercado lateral também pode ser uma oportunidade valiosa para operar alavancado, já que as chances de fechar no vermelho com os gráficos andando de lado tendem a ser menores. Entretanto, lembre-se sempre de que a alavancagem aumenta a sua exposição ao risco. Outra vantagem de se operar no day trade com um mercado lateralizado é conseguir aproveitar os pequenos ralis que venham a surgir. Pegar o pequeno movimento de subida de uma determinada ação, por menor que ele seja, pode representar possibilidades interessantes de ganhos. Não adianta esperar que uma ação tenha variações de 20% ou 30% de uma vez em um período tão curto de tempo em um mercado de tendência lateral. Ainda assim, movimentos bem pequenos bem aproveitados representam oportunidades significativas de ganhar aos pouquinhos.

Como operar no mercado lateral?

Não é raro que o mercado lateralizado gere alguma ansiedade nos investidores, já que, para muitos deles, pode ser difícil ver os negócios se desenrolando sem uma tendência de alta ou de queda. Então, como regra, para operar no mercado lateral, o investidor deve priorizar a compra de ativos quando eles batem no fundo do seu gráfico de tendência e a venda quando eles estiverem próximo do topo. Para identificar isso, é essencial ter um setup bem definindo (com critérios com linhas de resistência e de suporte) e trabalhar bastante a análise de gráficos com padrões candlestick, principalmente.

Quais são as melhores práticas para operar no mercado lateral?

Para quem está começando, toda a análise que envolve diferentes padrões de gráfico pode ser um pouco assustadora. Eu sei como isso é normal. Apesar disso, é possível avançar aos poucos nesse aprendizado, já que ter essa prática ajuda bastante a operar com mais segurança no mercado lateral (e no mercado com tendências de alta ou de queda). Além disso, no geral, a partir do momento em que o mercado entra numa predisposição lateralizada, é essencial redobrar a atenção aos acontecimentos que podem fazer com que ele rompa tanto o fundo quanto o topo da faixa em que se encontrava estabilizado até então. Diante da ansiedade em sair da lateralização, mesmo pequenos fatos (positivos ou negativos) podem fazer com que ocorram oscilações que não estavam no radar até então, já que todo mundo parecia jogar parado. Agora que você sabe o que é o mercado lateral da Bolsa de Valores, viu que é possível fazer bons negócios nessa situação. Por isso, reforce os seus estudos e continue aprendendo. Isso o ajuda a identificar essas tendências com mais facilidade e a estar mais preparado para quando elas surgirem. Depois dessa introdução, que tal aprender mais sobre como operar no mercado lateral? Preparei um vídeo com mais algumas dicas valiosas. Tenho certeza de que você vai gostar!