BOLSA DE VALORES

Existe um melhor horário para Day Trade? Tire as suas dúvidas!

por: Danilo Zanini
Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As operações na Bolsa, quando você pretende ter uma abordagem mais constante, exigem alguns cuidados. Especialmente se estamos falando de Day Trade e se a intenção for realmente tornar isso mais do que uma atividade que se faz de vez em quando. Você quer que a prática faça parte do seu dia a dia e quer ganhar com isso?

Nesse caso, saber quando é o melhor horário para Day Trade não está só relacionado com as horas. É preciso se preparar, planejar os seus passos e, principalmente, conhecer o mercado.

Neste texto, eu quero falar para você sobre esse tipo de operação e sobre qual é o melhor momento para investir. Continue a leitura!

O que é Day Trade?

Basicamente, Day Trade consiste em um tipo de operação que acontece em curto prazo. Ela pode ser de compra e venda de um ativo, ou vice-versa, mas o que ambas as transações têm em comum é que elas devem ocorrer no mesmo dia.

Alguns pontos importantes sobre esse tipo de operação é que todo mundo pode fazer, mas, geralmente, é necessário um bom conhecimento não só do mercado e das estratégias. Afinal, essa é uma negociação bastante arriscada em que você pode tanto ganhar muito em um dia quanto perder significativamente também.

Como funciona na prática?

Geralmente, quem faz Day Trade procura por boas oportunidades, isto é, se um ativo é comprado por um preço, a ideia é ter a confiança de que ele vai subir até o final do dia. Um exemplo: suponhamos que você comprou 100 ações da WEG por R$ 20 assim que a Bolsa abriu, às 10h. Então, às 15h, a ação já estava valendo R$ 25. Isso quer dizer que você lucrou R$ 5 por ativo.

Por que é importante definir certas estratégias antes de começar a investir?

O que precisa ser destacado quando pensamos em Day Trade ou em operações de curto prazo é que não é necessário que você faça várias negociações para ter um resultado — o que importa é fazer as certas. "O que isso quer dizer, Danilo?".

Bem, a Bolsa é um ambiente de muitas variáveis, e as coisas acontecem tanto para o bem quanto para o mal. Um ativo que parecia não ter um bom preço, de repente, no final do dia, está com uma alta de 10%. Você não quer perder uma oportunidade dessas, não é?

É aí que ter estratégia e planejamento é a melhor forma de lidar com o mercado. Principalmente em Day Trade, você não pode contar com o acaso ou com achismos. É preciso estar atento aos comportamentos e saber avaliar os movimentos para ter uma previsão mais acertada.

Por isso, o horário, os tipos de ações, a análise, a operação etc. — tudo impactará o resultado. Ainda mais que são os movimentos dos participantes do mercado que fazem as coisas serem como são. Logo, o preço pode tanto subir quanto descer, dependendo dos ânimos. No fim das contas, é fundamental entender que não se trata de sorte para operar no Day Trade, mas, sim, de estudo e de estratégia.

Qual é o melhor horário para operar?

Falei, até aqui, sobre os princípios básicos do Day Trade, contudo, eu ainda não respondi à pergunta do texto. Pois bem, você já sabe que essa é uma operação de curto prazo, de um dia no máximo. Entretanto, um dia na Bolsa, querendo ou não, representa muitas horas de negociações.

Então, pelas características de movimento e de volume de ativos, existem dois horários que são os mais interessantes para fazer esse tipo de operação. O primeiro é no período da manhã, entre 9h e 12h30, pois, geralmente, nesse momento, o trader tem uma noção do que aconteceu em outros mercados, como Ásia, Europa e também EUA. O segundo é perto do fechamento, por volta das 15h e das 17h, quando alguns valores já começam a ficar mais estabelecidos.

Quais as dicas para operar no Day Trade?

Agora que você já entendeu qual é o melhor horário para operar, vou mostrar algumas dicas para começar no Day Trade. Confira!

Estude diferentes escolas e análises

Existem algumas análises que ajudam o investidor a ter mais certeza sobre as suas escolhas. Algumas são mais específicas para operações de médio e de longo prazo, como a fundamentalista; outras funcionam melhor para o Day Trade. Entre elas, destaco a Análise Técnica ou Gráfica, a Tape Reading e o Price Action. Procure saber sobre elas e estude bem como cada uma funciona, pois não há necessidade de usar todas, mas é importante conhecê-las.

Tenha uma rotina

A verdade é que é impossível obter bons resultados sem uma rotina definida para operar. Gosto de destacar que não trabalhamos com acasos quando o assunto envolve operações de curto prazo.

Portanto, é preciso que você defina um padrão para as suas iniciativas, determinando o horário de entrar em uma posição, o quanto pretende ganhar e quando parar. Especialmente ao resolver parar, é essencial que você coloque um limite de lucro e de perda. Com critérios bem estabelecidos, fica mais fácil para que o emocional não atrapalhe no caso de as coisas não saírem como o esperado.

Saiba os custos

Todo tipo de investimento tem custos, e o seu papel é conhecê-los e contar com eles na hora de realizar as suas operações. O Day Trade especificamente tem algumas particularidades nesse assunto. Primeiro, as corretoras podem cobrar a taxa de corretagem, mas também existe a taxa de custódia cobrada pela BM&F Bovespa e o Imposto de Renda específico para esse tipo de operação, cobrando 20% sobre o lucro líquido via DARF.

Quais são os principais erros ao se operar em Day Trade?

Como é uma operação que exige bastante do trader, não só em termos de conhecimento, mas também de emocional para lidar com as possíveis perdas, os erros são uma constante e podem aparecer em alguns casos, como:
  • ao não saber o comportamento do mercado;
  • ao não estar atento ao volume das negociações;
  • ao não estudar o que aconteceu antes do início do pregão;
  • ao não acompanhar os indicadores econômicos;
  • ao não olhar os mercados além do Brasil.

    Até aqui, falei sobre o melhor horário para Day Trade e também acerca de alguns fundamentos para operar com sucesso na Bolsa de Valores. Destaco a importância de não só estudar o mercado, mas de conhecer as análises disponíveis. Além disso, aconselho a procurar a ajuda de um profissional, principalmente se você estiver começando. Alguém qualificado será capaz de auxiliá-lo nas escolhas e de oferecer as suas experiências em relação a esse tipo de operação. Gostou do texto? Quer continuar acompanhando mais informações sobre negociações na Bolsa? Então, curta a minha página no Facebook!